Procedimentos
CLaCS

ClaCS é a abreviação de Crio laser Crio escleroterapia, um procedimento moderno e eficaz que trata varizes e vasinhos. É uma combinação de laser transdérmico com a técnica de escleroterapia química, associados ao uso de resfriamento da pele com ar gelado, que permite uma redução considerável da dor.

O laser transdérmico provoca o aquecimento, seguido de coagulação, vaporização e fibrose no interior do vaso, levando à oclusão do mesmo.

A associação de escleroterapia química propicia uma ação anti-inflamatória mais intensa no vaso, alcançando melhores resultados.
Utiliza-se a realidade aumentada para projetar as veias na pele do próprio paciente e tratar até mesmo aquelas que não seriam visíveis a olho nu.

É um método pouco invasivo e que permite um retorno rápido às atividades diárias no mesmo dia, inclusive, com possibilidade de exposição ao sol após a breve recuperação.


Escleroterapia

É indicada para tratar vasinhos ou varizes. Durante o procedimento, é injetada uma substância esclerosante diretamente nos vasos, associada ao uso de aparelho de resfriamento da pele a fim de reduzir a sensação dolorosa.

Dependendo dos vasinhos e varizes a serem tratados, pode-se realizar a escleroterapia ampliada, na qual é injetado esclerosantes associados no interior do vaso.


Escleroterapia com espuma

Essa técnica consiste em injetar uma substância esclerosante (polidocanol), sob a forma de espuma, nas veias doentes. Esse procedimento é associado ao uso de ultrassom vascular, com a finalidade de guiar a introdução da agulha no vaso e o resfriamento da pele com ar gelado.


Microcirurgia de varizes

É realizada em veias mais dilatadas e/ou em comunicação com veias maiores, como as safenas e perfurantes. Por meio de microincisões, as varizes são retiradas com uma agulha de crochê. Geralmente, essa técnica é pouco invasiva e não deixa cicatrizes. Pode ser feita com anestesia local ou intradural associada à sedação anestésica.

O paciente é submetido ao procedimento na própria clínica ou em algum hospital, e recebe alta no mesmo dia. Não é necessário repouso, e pode retornar as suas atividades imediatamente. Não é recomendado esforço excessivo, como atividade física, por 4 dias.
Nesse procedimento, recomendamos evitar a exposição ao sol por 1 a 3 meses, em média.


Termoablação da veia safena

O tratamento da veia safena por meio da termoablação é considerado o padrão-ouro, uma técnica minimamente invasiva.
Ela consiste na punção da veia (sem necessidade de cortes), guiada pelo ultrassom, e introdução de uma fibra de laser dentro da veia safena. Essa fibra promoverá a elevação da temperatura do sangue e uma reação térmica na parede do vaso, o que gera um processo inflamatório, que tem como consequência a oclusão e eliminação do vaso doente. Pode ser realizada com anestesia local ou intradural, associados à sedação.

Esse procedimento permite o retorno imediato ao trabalho, sem necessidade de repouso. Recomendamos evitar esforços excessivos, como atividade física, por 4 dias.


Laser para tratamento de vasos na face

Para tratar vasinhos do rosto, usa-se o laser que é disparado na pele por meio de uma ponteira. Não é necessário inserir agulhas. A dor é reduzida com o auxílio de aparelho resfriador de pele. Durante o procedimento, o sangue presente no interior dos vasos absorve de forma seletiva a luz do laser, levando, então, ao fechamento das veias doentes e vasinhos.

Após o tratamento, não é necessário repouso e, na maioria das vezes, não deixa marcas na pele.